As letras do 9ºD

Blog dos alunos do 9ºD da Escola EB 2/3 de Penafiel N.º2

Cena do Enforcado e dos 4 cavaleiros

Posted by José Ferreira em Dezembro 3, 2008

Olá!

A propósito da próxima cena em estudo, a do Enforcado, aqui fica o Registo áudio – MP3 e  uma nova actividade.

enforcado

Recolhe informação sobre a pena de morte em enciclopédias e/ou na internet, pesquisando os seguintes aspectos:

  • Evolução da pena de morte e data da sua abolição em Portugal e noutros países europeus;
  • Países onde exista ainda pena de morte e justificações para a sua abolição;
  • Organizações que lutam contra a pena de morte e justificação para a sua abolição.

Boas pesquisas.😉

Por fim, aqui fica a cena dos 4 Cavaleiros por alunos da turma.

4cavaleiros

67 Respostas to “Cena do Enforcado e dos 4 cavaleiros”

  1. carlosdragon said

    Stor vou ja comecar

  2. EvaSousa said

    Aqui vai a minha pesquisa!!😉

    A pena de morte é uma sentença aplicada pelo poder judiciário que consiste na execução de um indivíduo condenado pelo Estado. Os criminosos condenados à pena de morte geralmente praticaram assassínio premeditado. Mas, a pena também é utilizada actualmente para reprimir espionagem, estupro, adultério, e corrupção.

    Actualmente, a pena de morte foi abolida para todos os crimes em quase todos os países da Europa e da Oceania. Na América do Norte, foi abolida no Canadá e no México e em algumas áreas dos Estados Unidos da América. Na América do Sul, vários países como o Brasil ainda mantêm a pena de morte para alguns crimes, mas que estão completamente fora da realidade do quotidiano dos cidadãos, como por exemplo traição em tempos de guerra. Trinta e seis estados dos Estados Unidos, a Guatemala, a maior parte do Caribe, da Ásia e da África ainda retêm a pena de morte para crimes comuns. O caso de alguns países, como é o da Rússia, é bastante peculiar, pois ainda retêm a pena de morte na legalidade, mas já não executam ninguém há um longo período de tempo.

    Portugal não foi o primeiro estado europeu a abolir a pena de morte. A República Romana fê-lo em 1849 seguida por S.Marino em 1852. Em Portugal, depois de duas propostas legislativas em 1852 e 1863, foi abolida para todos os crimes em 1867.
    A última execução conhecida em território português foi em 1846, em Lagos.

    Os que são a favor dela dizem que é eficaz na prevenção de futuros crimes e que é apropriada como punição para assassinato.
    Os opositores dizem que não é aplicada de forma eficaz e que, como consequência, vários inocentes são executados anualmente. Também afirmam que é uma violação dos direitos humanos e que é usada de forma indiscriminada para executar pessoas de minorias étnicas e pobres.
    😉

  3. vanessa94 said

    Aqui vai o meu trabalho.

    – A abolição da pena de morte em Portugal
    Portugal notabilizou-se por ser o país pioneiro em relação à abolição da pena de morte, bem como na renúncia à sua execução mesmo antes de abolida, permitindo enquadrá-lo com a maior relevância no quadro internacional pelo impulso que motivou relativamente aos outros países, estando necessariamente reconhecido como dos Estados que mais pugnou pela defesa do direito à vida. Uma análise de direito penal comparado centrada na abordagem sobre a atitude dos Estados face à pena de morte estaria incompleta sem a referência especial à evolução no sistema penal português.

    – Países que mantêm a pena de morte
    São vários os países que ainda mantêm a pena de morte como, por exemplo, o Afeganistão, a Argélia, Cuba, EUA, Mongólia, Marrocos, etc.

    A Pena de Morte em Portugal
    Portugal foi o primeiro país do mundo a abolir a pena de morte. Aqui fica uma breve cronologia.
    1846: Última execução por crimes de delito comum.
    Junho 1852: A pena de morte é abolida, para os crimes políticos. Reinava D. Maria II.
    1863: Apresentada em debate parlamentar a seguinte proposta:
    1 – É abolida a pena de morte;
    2 – É extinto o hediondo ofício de carrasco;
    3 – É riscada do Orçamento de Estado a verba de 49,200 réis para o executor.

    Julho 1867: A pena de morte é abolida, para todos os tipos de crimes com excepção dos militares. Reinava D. Luís.
    Março 1911: A pena de morte é abolida para todos os crimes.
    1914: Durante a Primeira Guerra Mundial, a pena de morte é readmitida, podendo ser aplicada “em caso de guerra”. Tem lugar a última execução em Portugal.
    Abril 1976: A pena de morte é definitivamente abolida, para todos os crimes.

    – Porquê Abolir a Pena de Morte
    A pena de morte deve ser abolida em todos os casos sem excepções.
    Ela viola o direito à vida assegurado pela Declaração Universal dos Direitos Humanos.
    Representa a total negação dos direitos humanos.
    É o assassínio premeditado e a sangue frio de um ser humano, pelo estado, em nome da justiça.
    É o castigo mais cruel, desumano e degradante.
    É um acto de violência irreversível, praticado pelo estado.
    É incompatível com as normas de comportamento civilizado.
    É uma resposta inapropriada e inaceitável ao crime violento.

    Espero que esteja bem😉

  4. mariana16 said

    Portugal aderiu à abolição pena de morte ano de 1867 mas, não em todas as situações de crime. A abolição total ocorreu da seguinte maneira:
    1852: Abolida para crimes políticos;
    1867: Abolida para crimes civis, excepto por traição durante a guerra;
    1911: Abolição para todos os crimes, incluindo os militares;
    1916: Readmitida a pena de morte para traição em tempo de guerra;
    1976: Abolição total.
    Em relação à abolição da pena de morte no mundo, sabe-se que nos fins de 1990, só 36 países tinham abolido a pena de morte, enquanto 27 a mantinham sem a aplicar e 99 a discutiam.

    Segundos dados da Anistia Internacional restam no mundo 69 países que mantém a perna de morte (ex.: Afeganistão, Arábia Saudita, Bangladesh, Cuba, EUA – alguns estados -, Mongólia, Nigéria, Tailândia, Zâmbia). Estes, dizem que a pena de morte é uma forma de punição muito controversa actualmente. Os que são a favor dela dizem que é eficaz na prevenção de futuros crimes e que é apropriada como punição para assassinato.

    No geral, as organizações contra a pena de morte defendem que ela viola o direito à vida; representa a total negação dos direitos humanos; é o assassinato premeditado e a sangue frio de um ser humano, pelo estado, em nome da justiça, é o castigo mais cruel, desumano e degradante; é um acto de violência irreversível, praticado pelo estado; é incompatível com as normas de comportamento civilizado; é uma resposta inapropriada e inaceitável ao crime violento.

  5. Ritakau said

    Professor, o prazo de entrega quando acaba?!

  6. mariana16 said

    Para não ficar igual à Vanessa, podemos dizer que as organizações defendem também que as penas devem ser educativas, para recuperar o criminoso, e não para vingar, não se pode punir os criminosos com a pena capital porque a culpa é da sociedade, a pobreza é que causa a criminalidade, são traumas psicológicos que causam o crime, não se pode punir os criminosos com a morte pois, ninguém tem esse direito, a pena de morte não resolverá nada, é uma falta de caridade com o criminoso e é contra os princípios cristãos.

  7. mariana16 said

    Professor, deve saber que depois de duas pessoas já terem feito o trabalho e encontrar praticamente tudo que já puseram é difícil fazer um trabalho diferente. Por tanto, se há coisas que não coincidem com o que você pediu, é para não ficar praticamente igual. =)

  8. carlosdragon said

    Aqui vai o tpc:
    A pena de morte era aplicada pelos juízes. Consistia na condenação dum indivíduo pelo Estado.
    Era utilizada para reprimir a corrupção e a espionagem.
    Actualmente a pena de morte foi banida em quase todos os países.
    Em alguns países como por exemplo a África a pena de morte é utilizada para punir crimes comuns.
    Portugal foi o 3º país a abolir da pena de morte. A última execução conhecida em Portugal foi em 1846 em Lagos.
    As pessoas a favor dessa lei defendiam-na como prevenção a futuros crimes.
    Os opositores dizem que é uma violação aos direitos humanos e para discriminar as classes inferiores.
    Espero que não esteja mal.:)

  9. EvaSousa said

    Professor a Mariana tem razão, com estes trabalhos, é sempre basicamente a mesma coisa que se tem para dizer, por mais que se pesquise!!!!😦

    Embora se enriqueça a cultura geral!!!😉

  10. José Ferreira said

    Relembro, à semelhança de outros trabalhos, que convinha que fossem lendo as pesquisas dos colegas para que não houvesse repetições.

    De certeza, que cada um tem uma opinião formada sobre a justiça ou injustiça de uma forma de castigo tão exagerada. Por isso, podem também redigir um texto no qual exprimam a vossa maneira de encarar este problema, apresentando os argumentos em que se basearam para tomarem essa posição.

    Quanto ao prazo de entrega, não há.🙂 Vamos deixar aberta a discussão.😉

  11. RitaKau said

    Olá
    Professor tive a ler os trabalhos a fim d epoder faer o meu e reparei nisto:
    – Portugal não foi o primeiro estado europeu a abolir a pena de morte.
    – Portugal foi o primeiro país do mundo a abolir a pena de morte.

    Então em que ficamos ?!

  12. RitaKau said

    Professor como penso que oa meus colegas já disseram tudo o que podia ser dito, gostava de lhe pedir para fazer o trabalho sobre apena de morte noutro país da Europa ..

    Será possivel ?!

  13. EvaSousa said

    Áh, ok!!😉

    Já agora, como não tenho nada para fazer e até é interessante, vou dizer-vos a minha opinião.😛

    Não concordo com a pena de morte, pois, defendo aquela ideia de ninguém tem o direito de tirar a vida a ninguém, por maior que tenha sido o erro cometido.
    Talvez concorde mais com a prisão prepétua, deve ser suficientemente horrível, perdermos a nossa liberdade, não podermos fazer o que gostamos e estarmos privados de ver quem amamos.
    Embora, considere que um crimonoso que tenha sido condenado a prisão prepétua, não tenha capacidade de amar alguém.

    Boa conclusão:
    Será possível um criminoso(condenado a prisão prepétua ou pena de morte), que eu considero que em princípio tem distúrbios psicologicos, capaz de amar?

  14. EvaSousa said

    Rita, existem artigos divergentes!!!😛

    Vou passar a explicar, tudo começou em 1852 data em que em Portugal foi abolida a pena de morte para crimes políticos, de facto foi em Portugal que começou a abolição á pena de morte, mas a abolição foi feita pouco a pouco, na totalidade só foi feita em 1867, portanto depende do ponto de vista.
    Em 1867, já San Marino por exemplo, tinha abolido a pena de morte na totalidade.

    Topas?😉

  15. elsapinto said

    Olá , professor, o geral já foi dito…e não sei o que dizer😦
    Rita, na internet(onde fui) diz que realmente não foi Portugal não foi o primeiro estado a abolir a pena de morte…(tenho a dizer para quem não sabe que, Portugal é um estado da União Europeia, penso eu).
    Mas sabes Rita, as páginas são construídas por muitas pessoas que podem ter informação diversa…uma vez que a informação aumente vão acrescentando alguns pormenores, tal como este…

    Não sei mesmo o que dizer😦
    Espero que tenha sido útil😉

  16. José Ferreira said

    Isto é que é interacção na turma. Gostei, Eva.😉
    Quanto a este trabalho, releiam o comentário n.º10 deste post.😉

  17. elsapinto said

    Rita , a Eva explica-te melhor…comentou ao mesmo tempo que eu mas apareceu primeiro , LOl🙂

  18. elsapinto said

    Mariana: Por tanto –> incorrecto.
    Portanto–> correcto
    😀

  19. EvaSousa said

    Obrigada Elsinha………. e prof.!!!😉

  20. sara26leal said

    Eu concordo com a Eva sobre a pena de morte.

    Em vários países a pena de morte, existe. Mas acho que por maior que seja o erro, nunca se deve matar uma pessoa por causa dos seus erros cometidos . Se uma pessoa morrer o erro não vai ser corrigido.
    Por isso, acho que se uma pessoa cometer um erro por mais grave que seja, deve tentar corrigi-lo ou fazer por corrigi-lo se conseguir.
    A pena de morte para mim, não é solução, porque tirar a vida a uma pessoa por causa dos seus erros comentidos, é a mesma coisa que matarmo-nos a nós própios, porque afinal de contas ninguém nasce perfeito e errar é Humano.🙂

  21. sara26leal said

    Vanessa, o teu trabalho está muito giro como todos os outros aqui colocados!

    Temos artistas!

  22. EvaSousa said

    Eu gostava que *dessam a vossa opinião em relação ao comentário que eu fiz nº13.😛

    *não sei se é assim que se escreve…. LoOl…..😉

  23. EvaSousa said

    *dessem!!
    😛

  24. vanessa94 said

    Eva concordo com o que dissestes, acho mesmo que ninguém tem o direito de tirar a vida a ninguém, apesar de que o erro cometido seja grave.

  25. vanessa94 said

    Obrigado, Sara.
    Também acho que temos artistas, mas eu não faço parte deles.
    LOL😀

  26. sara26leal said

    Vanessa, nunca se sabe.

    Todos temos um talento dentro de nós.

    é preciso é descobri-lo e saber como o fazer!
    🙂

    (estou um bocado inspirada)
    🙂

  27. sara26leal said

    Bem lá no fundo, acho que as pessoas que comentem erros graves, só o fazem porque estão mal na vida ou porque se sentem abandonadas.

    Todas as pessoas amam, mas umas mais do que outras;

    E por vezes algumas pessoas chegam mesmo a cometer loucuras porque sofrem na vida.

  28. EvaSousa said

    Talvez seja Sara.

  29. mariana16 said

    Obrigada Elsa!
    Acontece…

    Professor já fiz o outro trabalho, também tenho que fazer o que está no comentário número 10?

  30. andreiafil said

    Gostei do desenho🙂
    Parabéns Vanessa🙂

  31. andreiafil said

    Quanto à questão da pena e morte como pena máxima , acho muito injusto !
    Por mais grave que o crime possa ter sido , ninguém tem o direito de tirar a vida a ninguém e , sinceramente , não sei como é que são capazes de permitir isso em alguns países.
    Ainda bem que em Portugal foi abolida a pena de morte !

  32. dianacatarina said

    A pena de morte consiste em retirar legalmente a vida a uma pessoa que cometeu ou que é suspeita de um crime. Portugal em 1867 aboliu a pena de morte assim como outros países como o Brasil (1988), Angola (1992), Moçambique (1990) e Cabo Verde (1980). Estes e muitos outros países aboliram a pena de morte por diversos motivos como por exemplo, por ser o crime mais cruel, desumano, degradante, violento, não ser cívico, inapropriado, inaceitável, ser tortura, discriminação e pode-se cometer um erro em acusar pessoas inocentes , já que todos os cidadãos têm direito á vida. Alguns países como a China, a Arábia Saudita, EUA, Indonésia, Irão, Paquistão e Somália continuam com a pena de morte mas querem excluí-la pelos seguintes factos: existem inocentes a serem condenados, já que ninguém tem direito de tirar a vida a ninguém e esta vai contra a cultura ocidental, já que muitos países da Ásia a têm (estes não estão todos aqui referidos).

    Na minha opinião, a pena de morte não devia de existir, já como referi anteriormente, muitas pessoas são acusadas inocentemente. Os países que têm este tipo de justiça deveriam proceder como em Portugal e outros países sem a pena de morte , á prisão.
    Espero que tenham gostado do trabalho🙂

  33. vanessa94 said

    Obrigado, Andreia.😀

  34. José Ferreira said

    Mariana: o que se pretende é a partilha de opiniões, por isso…😉

  35. elsapinto said

    Professor, como já disse em aula não tenho uma opinião definitiva porque depende dos casos , para mim…
    em geral a pena de morte nao deveria de existir…mas não teria pena se uma pessoa que cometeu mesmo um grave erro que fosse condenado à morte…como a Diana refere anteriormente, às vezes acusam inocentemente e aí nesse caso concordo que não haja pena de morte…
    Portanto, para não haver estas opiniões diversas(minhas) achei bem excluir a pena de morte e resolver as coisas com calma e para isso há prisoes e julgamentos…
    Sinceramente não sei bem o que dizer sobre isto!

  36. EvaSousa said

    Exactamente, Elsa, concordo contigo para julgarmos as pessoas existem tribunais!!!😛

  37. sara26leal said

    É um tema um pouco delicado e tal…. Muitas pessoas em relação a este tema não têm opinião certa;

    Imaginem que faziamos um inquérito a alguns professores e funcionários lá da escola, acho que a maioria não tinha uma opinião definitiva decerteza.🙂

  38. Márciazc said

    Olá

    O meu trabalho vai estar por tópicos: 1º vou falar do debate sobre a pena de morte; 2º sobre o direito penal; 3º a abolição da pena de morte em Portugal; 4º Análise comparativa dos sistemas em relação à pena de morte;

    * 1º-O debate sobre a pena de morte está longe de ter chegado ao seu termo, o conflito de posições acompanhou a história da humanidade, dividindo-se essencialmente entre os que rejeitam a adopção desta medida penal e os que o consideram instrumento fundamental de justiça penal. As reformas penais que nos sécs. XVIII e XIX se difundiram pela Europa traduziram claras intenções de promoção de uma progressiva abolição da pena capital. O séc. XX nesta matéria fica claramente marcado por uma corrente abolicionista, que conheceu uma evolução contínua, apenas afectada nos períodos correspondentes às duas grandes guerras mundiais, épocas nas quais a admissibilidade da integração da pena de morte foi sempre equacionada, nomeadamente para os crimes de guerra.

    * 2º-O Direito Penal deve ajustar-se pelo princípio da Humanidade das Penas, obrigando a reconhecer que o criminoso, qualquer que seja o crime que tenha cometido, é um semelhante, um ser humano, que tem direito a ser tratado como tal e a ver proporcionadas as oportunidades de reintegração na comunidade. O que conduz obrigatoriamente à imposição de abolição da pena de morte, que nem permite nenhum tipo de relocalização, nem sequer proporciona uma garantia de paz social. É esta a razão por que a maioria dos Estados não apenas a aboliu do seu sistema penal, como determinou a sua inconstitucionalidade.

    * 3º-A abolição da pena de morte em Portugal, Portugal notabilizou-se por ser o país pioneiro em relação à abolição da pena de morte, bem como na renúncia à sua execução mesmo antes de abolida, permitindo enquadrá-lo com a maior importância no quadro internacional pelo impulso que motivou relativamente aos outros países, estando necessariamente reconhecido como dos Estados que mais pugnou pela defesa do direito à vida. Uma análise de direito penal comparado centrada na abordagem sobre a atitude dos Estados face à pena de morte estaria incompleta sem a referência especial à evolução no sistema penal português.

    * 4º-Análise comparativa dos sistemas em relação à pena de morte, a evolução no sistema penal português pode considerar-se modelar. Actualmente mais de metade dos países do planeta aboliram a pena de morte. A tendência ao longo do século XX foi a de erradicar a pena de morte. Muitos Estados, embora não tenham acolhido esta medida oficialmente, aplicam-na na prática. Encontramos quatro modelos possíveis em relação a esta matéria:
    • Sistema abolicionista geral que contempla a abolição da pena de morte para todos os crimes, independentemente da sua natureza; segundo os últimos dados oficiais, são 76 os países que se caracterizam por este modelo;
    • Sistemas abolicionistas apenas para crimes comuns mantendo excepções associadas a crimes de guerra ou militares, sendo 15 os países com este sistema adoptado;
    • Sistemas abolicionistas na prática que apesar de não terem eliminado do seu sistema penal a pena de morte, por força de compromissos internacionais ou pura e simplesmente por questão de política de Estado, não fazem aplicar esta pena.
    • Sistemas retencionistas – que mantêm e aplicam a execução da pena de morte, apenas variando os tipos de crime aos quais se aplicam, embora seja comum encontrarmos o homicídio como exemplo de crime sujeito a esta medida penal.

    Na última década, o movimento abolicionista intensificou-se e a comunidade internacional foi sendo mais interveniente nesta matéria, procurando demover os Estados que recorrem a este instrumento de justiça penal, propondo soluções alternativas como medida penal a aplicar para os crimes cometidos, ainda que a sua gravidade justifique uma reacção penal mais rigorosa. Os países que têm sofrido maior pressão no sentido da abolição da pena de morte têm sido os EUA. Um dos casos que tornou a desencadear a discussão em torno da pena de morte foi o de Amina Lawal, uma cidadã nigeriana condenada à morte pelo seu país por ter cometido o crime de adultério.

    Desculpem lá o trabalho ser um pouco grande!!!!
    🙂

  39. EvaSousa said

    Márcia parabéns pela grande pesquisa, mas não é para te desanimar, mas pouca gente vai ler este testamento!!😦

  40. sara26leal said

    Exactamente Eva, concordo contigo.
    Márcia, o professor até falou de tipo leres a pesquisa dos teus amigos e depois completares com um bocado da tua pesquisa o trabalho.É do género aprendizagem colaborativa.

    bom fim de semana. E aproveitem bem, porque este é o último prolongado para estudar!🙂

  41. Dianacorreia said

    A pena de morte é uma sentença aplicada pelo poder judiciário que consiste em tirar á vida a uma pessoa que cometeu um crime, que é considerado por esse poder como grave.Esta pena continua a ser aplicada em alguns países como os Estados Unidos e o Japão, e em países não democráticos. Felizmente esta pena foi extinta na Europa, nomeadamente Portugal que acabou com esta pena em 1867 aplicando esta abolição na Reforma Penal para todos os crimes.

    Perante este panorama, na minha opinião a Pena de Morte devia ser abolida em todo o mundo, porque como já foi dito em alguns comentários não se deve retirar a vida a ninguém, mesmo nos crimes mais horrorosos, porque quem cometeu esse crime de certeza que não estaria no seu perfeito estado mental. Portugal, em relação a isto tomou a medida exacta e espero que no decorrer do tempo os países que ainda não aboliram a pena de morte que o façam.🙂

  42. Dianacorreia said

    Há!
    O desenho da Vanessa está muito giro!
    Ainda não connhecia a faceta de pintora da Vanessa!!🙂

  43. andreiafil said

    De nada , Vanessa (:

  44. Márciazc said

    Sara é só para te dizer que li todos os trabalhos dos meus colegas, e preferi fazer a minha pesqisa com tudo, mas eu ía fazer um comentário sobre a minha opinião a dizer o quê que eu acho sobre a pena de morte em Portugal, só que o meu computador foi a baixo e como nós temos muitos testes esta semana só para a próxima semana é que eu o faço.
    Eva quanto á quilo de quase ninguém ler o meu testamento como tu dizes, quem fica a perder são eles!!!!

    Fiquem bem e bom fim de semana prolongado🙂

  45. EvaSousa said

    É assim mesmo, Márcia!!

    Força, aí!!!😉
    LoOL………………..

  46. ze27 said

    pelo que persebi pena de morte tambem chamada pena capital, é matar essa pessoa pelos seus crimes, aplicado pêlo poder juridico. neste momento não existe pena de morte em portugal, tendo sido extinta em 1867🙂

  47. mariana16 said

    Ó José Miguel, uma frase começa-se com letra maiúscula. Teria que ser “Pelo”.

    Quanto ás opiniões, eu acho que a pena de morte deveria ser abolida por todos os países. Quem cometesse crimes pagava-os. Vocês podem dizer: ” Eles são castigados com morte.” mas, aquilo é uma coisa de momento morre e deixa de sofrer. Na minha opinião, quando eles fossem presos deviam sofrer o triplo do que fizeram sofrer os outros, por exemplo, se está preso por maus tratos a uma criança, devia de sofrer 3 vezes mais o que sofreu essa criança com esta pessoa.

  48. marizacg said

    Eu acho que a pena de morte não deve ser legalizada porque acho mal que se esteja a tirar a vida a uma pessoa, por mais maldades e atrocidades que ela possa ter feito. Em algumas situações sou a favor, como por exemplo, a morte de Saddam Hussein ou a de certos terroristas que tenham morto ou causado a morte de dezenas, centenas ou até milhares de pessoas. Se um dia a pena de morte for legalizada em Portugal, gostaria que fosse apenas em casos extremos e só depois de ter sido provados os crimes feitos por essa pessoa. Eu sei que isto parece uma maldade, mas é o que eu penso. A prisão perpétua também é uma boa opção, porque tirar a liberdade a uma pessoa é também uma boa forma de castigo.
    😀

  49. ruidaniel said

    🙂
    Enganei-me e escrevi com o nome da minha mãe. Este é o pc dela e a página está sempre com o nome dela.😛

    Agora está Rui

  50. Catarina Gomes said

    A pena de morte é uma das penas mais antigas. Provavelmente surgiu no mesmo momento em que a Humanidade se apercebeu de que precisava de um sistema de justiça, um sistema que julgasse e castigasse quem cometia actos considerados reprováveis, tal como o assassinato, o roubo, etc.
    A vida de um ser humano, nessa altura, não tinha o mesmo valor que, culturalmente, tem hoje, por isso não pesava na consciência de ninguém matar um assassino. No fundo seria castigar um crime com um acto do mesmo valor… matar quem matou. É a teoria do “olho por olho, dente por dente”😉
    Felizmente penso que os tempos fizeram evoluir esta forma de encarar o castigo e a vida humana. Mesmo assim, a existência de pessoas como Saddam Hussein, que cometeram crimes hediondos, ainda nos faz vacilar na questão da pena de morte. É compreensível mas, mesmo assim, não consigo deixar de me lembrar das palavras de Ghandi quando disse: “Olho por olho, acaba o mundo cego.”🙂
    Por isso pergunto-me: será que matar quem matou nos fará melhores que um criminoso?

  51. RitaKau said

    Professor, desculpe só agora, mas o tempo é cada vez mais escasso.
    Com muita pena minha claro.

    A pena de morte é um exagero. toda a gente erra e de certeza que quem aplicava a pena de morte, sentia muitas vezes prazer ao ver as pessoas sofrer. Mas também nunca se devem ter visto na posição deles.
    Claro que só eram mortos as pessoas indefesas. Os mais bem vistos da sociedade tinham os seus crimes incobertos e por isso, não sentiam na pele a chacota.
    Acho que a abolição da pena de morte, foi uma acto positivo para o nosso país, como devia ser para todos os outros. Porque errar é humano e ninguém deve morrer, por uma coisa que pode ter feito num momento de loucura, e do qual se possa a vir arrepender mais tarde.
    Afinal errar é uma caractrística humana e todos nós o fazemos.
    Dizem que perfeito, só Deus ( Apesar de eu não acreditar muito nele ) .
    😀

  52. martasilva said

    Bem, stor eu acho que para este assunto é mais apropriado uma opinião própria do que realmente um texto gigante sobre quando foi abolida a pena de morte em Portugal, ou noutro sitio. Por isso vou dar a minha opinião sobre esse tão complexo assunto:

    Antigamente na consciÊncia de cada um matar alguém não era assim tão grave como é hoje em dia. Era como banal, mas felizmente isso veio a mudar.
    Bem, podem achar uma maldade (como diz o Rui Daniel) mas eu sou a favor da pena de morte. Não em todos os casos, apenas em casos extremos. Como já falaram em cima, por exemplo no caso de Saddam Hussein sou a favor, em todo o género de criminosos que matam milhões e milhões de pessoas sem qualquer piedade , no caso de Leonor Cipriano sou a favor também, pois ela fez aquela maldade (e maldade é uma palavra muito ligeira para isso) à sua pópria filha e continuou como se nada fosse. Sinceramente não acredito muito nas desculpas dos seus advogados com “disturbios mentais” e coisas do género pois coisas como essas não se desculpam a ninguém. Claro que errar é humano e toda a gente erra, mas estes não são actos de um ser humano com sentimentos. Mas também acho que também nenhum ser humano é superior a outro para o poder matar.

    Aí coloca-se outra questão: Posso dizer que aquele criminoso deveria ser morto pelo crime tão desumano que cometeu mas eu não tenho a coragem para o matar porque, como disse a professora Catarina Gomes, se o fizer não serei melhor do que ele, se eu não o matar, pois não quero ser também uma criminosa, peço a outra pessoa para o fazer por mim. Aí passo a ser cobarde. Pois estou a favor da sua morte mas não sou capaz de o fazer.

    É por isso que é um tema tão complexo!

    Claro que para pequenos crimes como roubar ou coisas do género, a pena de morte é inaceitável, pois nesses casos sim, podemo-nos arrepender. Como diz a Elsa, claro que existem os tribunais e julgamentos para julgar essas pessoas. Mas por vezes a justiça também não acontece e são previligiados, o que é realmente uma tristeza. Além disso para alguns criminosos a prisão não é uma coisa má, por isso acaba por não ser um verdadeiro castigo.

    Acho que expressei bem a minha opinião sobre o assunto, mas gostava que comentassem aquilo que escrevi.

    Peace!🙂

  53. martasilva said

    Professor, já agora gostava que desse a sua opinião sobre o assunto também!🙂

  54. mariana16 said

    Boa ideia Marta. Podia dar a sua opinião, afinal, o professor também faz parte do blog.

  55. filipasp said

    Bem, a minha opinião sobre a pena de morte ainda não está bem definida. :s

    Eu penso que a pena de morte é uma sentença muito severa e que só deve existir em casos extremos porque a morte é definitiva, não tem volta atrás. Por exemplo, para uma pessoa que cometeu um pequeno delito acho que nunca devia ser aplicada a pena de morte mas para algum terrorista, como já em comentários acima foi falado, em que as suas acções têm um forte impacto no mundo talvez já penso que a pena de morte seria uma possibilidade. A prisão perpétua é também uma boa forma de castigar quem cometeu um crime grave mas as pessoas mais poderosas e conhecidas acabam por terem regalias e isso não é lá muito justo.

    Podemos dizer muito sobre este tema e existem várias opinioes diferentes mas é nisso que está o interesse. Agora é a vez de o professor se expressar que nós queremos saber !😀

  56. filipasp said

    E já agora professor , desculpe a demora !😀
    E também esqueça o :s , pensava que tinha esse smile.

  57. filipasp said

    o desenho da Vanessa também está muito bonito !😀

  58. Márciazc said

    Como tinha dito á Sara aqui vai o meu comentário quanto á pena de morte:
    Não concordo muito,matar uma pessoa porque ela cometeu algum crime é muito exagerado, talvez preder pessoa por muito tempo chegue, porque a pessoa já vai sofrer muito ao estar presa longe da familia e dos amigos.

    Fiquem bem🙂

  59. sara26leal said

    Obrigado Márcia!

  60. Márciazc said

    Sempre ás ordens cara Sara🙂

  61. sara26leal said

    Não me trates por cara, porque somos da mesma idade!🙂

    Bom Natal!

    PS: espero que não recebam muitas meias!;)

  62. mariana16 said

    Igualmente Sara!

    E para todos *-*

  63. sara26leal said

    Obrigada Mariana…. Para todos um Bom Natal!

    (sem meias) hehehe

    🙂

  64. Márcia Daniela said

    Diana Patricia o teu desenho está muito giro🙂

  65. Priscila said

    Obg pela ajuda,vou agora mesmo pesquisar.Vlw!

  66. The official debut on the worldwide broadcast of the long waiting new video of Lady Gaga is fact.
    This is another video challenge of the eccentric singer offered to his fans, the single Alejandro – part of its latest album – The Fame Monster, which came at the end of 2009.

  67. Plarillextete said

    Great tip! I will add this site to my bookmarks.

    racing gaming chair

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: