As letras do 9ºD

Blog dos alunos do 9ºD da Escola EB 2/3 de Penafiel N.º2

Alcoviteira – Carta de reclamação

Posted by José Ferreira em Novembro 13, 2008

Olá!🙂

A propósito da personagem Alcoviteira, segue-se uma nova actividade.😉

Brísida Vaz não era mulher de ficar calada e, por isso, mal chegou à barca do Inferno, não esteve com meias medidas, começou a reclamar. Porque a barca não tinha condições, porque ia demasiado cheia, porque não tinha serviço de refeições, etc., etc.

alcoviteira2 alcoviteira_mocas

  • Imagina que a situação se passa nos nossos dias e que Brísida Vaz escrevia uma carta de reclamação dirigida, por exemplo, ao Administrador da empresa de transportes fluviais. Redige essa carta.

No Powerpoint a seguir poderás rever as características da Carta de reclamação.

Nota:

Realce-se o facto de pela primeira vez o blog do 9ºD passar a ter imagens criadas pela turma.😀

100 Respostas to “Alcoviteira – Carta de reclamação”

  1. vanessa94 said

    O desenho que a Elsa fez da Brísida está muito giro.😉

  2. Catarina Gomes said

    Confesso que a Brízida é uma das minhas personagens favoritas do Auto da Barca do Inferno. Houve muitas gargalhadas nas aulas de Português à custa dela😀
    Aproveitem-na bem para fazer este trabalho e no vosso Clube de Teatro😉

  3. evasousa said

    Elsa a tua Brísida está um bocado descaída para a esquerda, mas não digo mais nada senão o comentário seguinte vai ser da Elsa a reclamar comigo (eu não fazia melhor!!)!!!😉 LoOL

  4. elsapinto said

    Ainda bem que confessas que não farias melhor.
    Repara bem na foto e depois diz-me se está mesmo descaída !😀

  5. marciazc said

    gosei muito do dsenho da Elsa, está muito giro

    Parabéns Elsa

    Chau:)

  6. elsapinto said

    Obrigada Márcia (;

  7. mariana16 said

    Carta de Reclamação

    Sr. Faustino Riu (Administrador da empresa de transportes fluviais)
    Assunto: Reclamação das condições da barca do Inferno

    Boa tarde.
    Venha o senhor a saber por este meio que as condições da barca do Inferno são péssimas. Passo a enumerar estas:
    -Sobrelotação – Onde é que já se viu tanta gente numa barca tão minúscula! É impossível estar lá dentro. Quando eu cheguei até se estava relativamente bem lá dentro mas, depois começaram a chegar mais e mais. Nem nos podemos mexer.
    -Refeições – Não oferecem uma refeição. Passei a viagem toda sem comer nada. E pior! A viagem foi de 4 horas e eu lá em baixo já não comia há 3 horas.
    -Higiene – Não havia higiene nenhuma. Precisa uma pessoa de ir á casa de banho e vai a um cubículo fazer o que tem a fazer. Isto sinceramente!
    -Serviço de dormir – Não há uma cama. Se quisermos dormir tem que ser no chão e nada de cobertores ou almofadas. (A viagem foi realizada de noite).
    Dados os direitos dos passageiros, espero que estes motivos sejam suficientes para que a barca à qual nos referimos seja inspeccionada.

    Com os melhores cumprimentos,
    Brísida Vaz

  8. mariana16 said

    Ó professor, já sei escrever uma carta de reclamação?
    Assim posso mandar uma a reclamar das aulas de Português!(Se houvesse algo e reclamar, talvez).

  9. mariana16 said

    O desenho da Elsa está fixe…

  10. ferreirajoma said

    Ok, Mariana.😉

    Direi a todos que o prazo para colocar aqui este trabalho é até à próxima quinta-feira (20 de Novembro), para que todos possam ter possibilitar de o fazer.

    A partir dessa data, farei observações individuais aos trabalhos e colcocá-las-ei aqui, pelo que vos peço para que no final da carta se identifiquem com o n.º e nome.

    Boas reclamações.😉

  11. carlosdragon said

    Elsa esmeraste-te. Tá muito bom😀

  12. carlosdragon said

    Há e stor quanto aos erros vou tentar dar menos🙂

  13. marciazc said

    Olá!!!
    Aí vai o nosso trabalho de casa:
    Brísida Vaz Joaldino da Cruz
    Rua das Meninas, 69 Rua dos mortos, 96
    6969-69, Seixal 9696-96, Andar de cima

    Assunto: Reclamação das más condições da Barca do Inferno.

    Exmo. Administrador da empresa de transportes fluviais
    Venho por este meio informá-lo que a Barca do Inferno encontasse em péssimas condições. Esta barca não tem retrete, quartos como aqueles que eu arranjava para as minhas meninas, cozinha, uma banheira que faz bolinhas, enfim, pouco espaço para todas as minhas mordomias.
    Por isso propunha que resolva esta situação de imediato, ou se não terei de tomar medidas.
    Se tiver dúvidas do que está aqui escrito, venha ver com os seus próprios olhos.

    Agradeço desde já a sua compreensão com os melhores comprimentos

    Brísida Vaz

    Trabalho elaborado por:
    *Márcia nº15
    *Vanessa nº28

    Fiquem bem:)

  14. ferreirajoma said

    Assim é que é falar, Carlos!😉

    E já agora gostava que me dissesses se o “Há” que escreveste no teu comentário está bem empregue?

  15. evasousa said

    Então aqui vai o meu T.P.C.

    Brizída mercalina sofia martelada vaz.
    Rua dos Armários, Edifício Sempre Que Queira, 2ºEsq. trás.
    (Neste momento encontro-me a caminho do Inferno)

    Dirigido a: Senhor Gurmesindo Fronteira (Administrador da empresa de transportes fluviais).

    Assunto: Más condições da Barca do Inferno.

    Veio por este meio comunicar-lhe que a Barca do Inferno está em estado degradante, pelo que aconselho a fazer umas modificações.
    Comecando pelos quartos, que não podem ser individuais, pois a cama torna-se pequena, passando pela casa de banho onde cheira muito a peixe!!
    Já para não falar nos pequenos almoços (sim porque esta barca é super lenta demorou quase 2 dias a chegar ao Inferno!) que são muito caloricos e não convinha que as minhas meninas engordassem, e também desde já lhe enformo que os seus funcionários (Diabo e companheiro) pagam mal!!
    Acho melhor cuidar da parte exterior da embarcação também, uma vez que está
    toda a cair aos bocados!!

    Grata pela atenção, Brisída Vaz.

    Trabalho elaborado por:
    Eva Sousa Nº10😀

  16. elsapinto said

    Olá, aqui vai o meu trabalho.

    Brízida Aurélia Augustina Vaz
    Rua Do Inferno, 169
    0202-202 Barca Do Inferno Vermelho

    Assunto: As condições da Barca Do Inferno.

    Exmo.Senhor Director e Administrador da Empresa de Transportes Fluviais.
    Venho por este meio comunicar que vivo morta numas condições péssimas. A barca do Inferno não tens condições pelos danos que ocorreram. Sim porque eu e as minhas meninas não dormimos confortáveis, dormimos todas em cima umas das outras e precisamos de espaço…o guarda-roupa nem há sequer e o chão tem água vindo do rio(uma vez que estou no rés-do-chão). Para não falar que as refeições não sao convenientes pois porque servem nos fruta podre, iogurtes fora da validade…enfim. Ahhh já me ía esquecer…acho que devía mandar fazer obras na Barca tanto por fora que nem pintada está , como por dentro devido à acumulação de pessoas, portanto aconselho que façam mais andares.

    Agradecendo desde já a atenção Do Senhor Director com os meus cumprimentos ,

    Brízida Vaz.

    Trabalho Elaborado por:
    -Elsa nº9

  17. monicandreia said

    Brízida Albuquerque Moreira Vaz
    rua cinquentavelhosedozenovos
    6666-5432

    Assunto: Más condições da Barca do Inferno

    Exmo senhor Administrador da Empresa de transportes fluviais
    venho por este meio infomar que as condições de vida da Barca do Inferno são péssimas.
    Não á armários para colocar a roupa, á camas mas é como se não houvesse, dormimos uns em cima dos outros devido á sobrelotação da barca. tal como referi po causa de haver muita gente não há privacidade.A comida isso nem se fala, peixe podre e insectos a acompanhar, um autêntico nojo as minhas meninas não comem á algum tempo.
    sugiro-lhes que começem a enviar comida melhor, e que façam mais quartos individuais de preferência

    Grata pela atenção e os meus cumprimentos,
    Brízida Vaz

    Trabalho realizado por:
    Mónica nº18

  18. ruidaniel said

    Brisída Vaz
    Rua dos Santos Defuntos – nº15,2ºqualquer
    2675 – 000 – Guimarães

    Fluvinferno,SA
    Rua dos Queimados nº6
    6754 – 916 – Porto

    Guimarães,15 de Novembro de 2008

    Assunto: Más condições da Barca do Inferno.

    Exmo.Sr.Adiministrador da Empresa de Transportes Fluviais, Fluvinferno SA

    Venho por este meio comunicar-lhe que a barca onde estou instalada se encontra a cair aos bocados: portas partidas e as janelas sem vidros. Serviram-me um chá em chávenas de plástico e o soalho, se é que aquilo é um soalho, está esburacado devido a insectos e roedores. No quarto onde estou somos cinco mulheres em duas camas pequeníssimas. É de acrescentar que as casas-de-banho não têm água quente nem canalizada.
    Perante tais factos, exijo que este assunto seja resolvido com urgência. Solicito que neste tempo de espera me seja concedida uma suite com vista para o rio Quente no hotel mais próximo deste cais.

    Grata pela atenção

    Brísida Vaz

    Rui Daniel nº 22

  19. ruidaniel said

    Professor
    O destinatário e a data escrevi no lado direito, mas aqui apareceu no lado esquerdo.😦

  20. elsapinto said

    Professor eu sei que me esqueci das vírgulas😦

  21. sara26leal said

    aqui vai o trabalho de Casa:

    Brísida Vaz
    Rua da Paz, 564
    0987-123 Coimbra

    Embarquinferno e filhos LDA,
    Apartado 5390-381 INFERNO

    Assunto: Más condições na Barca do Inferno
    Inferno, 31-02-1981

    Exmo.Senhor Director do Serviço das Águas Infernais

    Venho por este meio informar que no passado dia 29 de Fevereiro, dirigi-me à vossa Barca com o destino ao Inferno. Porém embarquei nesta e reparei nas péssimas condições de que esta se encontrava. Deixo também aqui referido que o comandante da Barca tratou-me mal, obrigando-me a mim e às minhas acompanhantes alcoviteiras trabalhar. O serviço de quartos não tinha quaisquer condições, a comida era um nojo ..ah! e já para não referir que não davam lanche nem almoço!!
    Espero que esta situação não se repita por muito mais tempo, visto que os meus companheiros queixaram-se do mesmo.
    Perante tal facto, espero que esta situação não se repita por muito mais tempo.

    Agradecendo desde já a vossa atenção, assim me despeço sem quaisquer outro assunto…

    Brísida Vaz

  22. sara26leal said

    aqui vai o trabalho de Casa:

    Brísida Vaz
    Rua da Paz, 564
    0987-123 Coimbra

    Embarquinferno e filhos LDA,
    Apartado 5390-381 INFERNO

    Assunto: Más condições na Barca do Inferno
    Inferno, 31-02-1981

    Exmo.Senhor Director do Serviço das Águas Infernais

    Venho por este meio informar que no passado dia 29 de Fevereiro, dirigi-me à vossa Barca com o destino ao Inferno. Porém embarquei nesta e reparei nas péssimas condições de que esta se encontrava. Deixo também aqui referido que o comandante da Barca tratou-me mal, obrigando-me a mim e às minhas acompanhantes alcoviteiras trabalhar. O serviço de quartos não tinha quaisquer condições, a comida era um nojo ..ah! e já para não referir que não davam lanche nem almoço!!
    Espero que esta situação não se repita por muito mais tempo, visto que os meus companheiros queixaram-se do mesmo.
    Perante tal facto, assim me despeço, agradecendo desde já a vossa atenção,
    Brísida Vaz

  23. sara26leal said

    E desde já dou os meus sinceros parabéns à Elsa pelo desenho da alcoviteira!!🙂

  24. sara26leal said

    professor não sei como mas tenho aqui duas cartas de reclamação minhas.
    Desculpe lá 😦

  25. carlosdragon said

    Stor o trabalho de casa vai a caminho.🙂

  26. carlosdragon said

    E quanto ao “Hà” não sei bem se está bem enpregue.

  27. ritakau said

    Olá

    Remetente: D. Brísida Joaquina Mata Tudo Vaz
    Rua Vai e não volta, nº1000
    7894 – 561, Cacém

    Destinatário: Satanás Lúcifer
    Rua das almas Perdidas
    Infinito

    Assunto: Más condições da Barca dos Danados

    Venho por este meio informar o Exmo. Director da empresa de transportes fluviais para os tolos, que a Barca do Inferno, na qual eu me encontrava viajando, não dispunha das menores condições de conforto. Em primeiro lugar, eu tive que conviver com fidalgos de nariz empinado, com frades namoradeiros, com sapateiros que ocupam mais espaço que todos nós juntos, por causa das suas formas, com um Onzeneiro tão ganancioso, que chegou a pedir-me dinheiro… Enfim! Onde é que isto já se viu.
    Depois quis ver rum pouco de televisão, enquanto tomava um banho de imersão, e a única coisa que me arranjaram foi um balde com água fria e mandaram-me ver pássaros…
    Nem comer se pode naquela espelunca!
    Deram-me um carapau cru, acabadinho de pescar, eu ainda tenho direito ao meu caviar.

    Ahhh, e já me ia esquecendo, o companheiro do Diabo, cheira muito mal!

    Espero ver esta situação resolvida dentro de poucos dias, senão vou ter de contactar organismos superiores, nomeadamente a ASAE.

    Agradeço os seus minutos perdidos a ler isto, e da minha pare lhe mando desde já, os melhores comprimentos.

    Brísida Vaz

  28. carlosdragon said

    18-1-1417
    Brísida Vaz
    7771-666- Olhão
    Rua das Amarguras, 017
    Ex. Senhor Sácrates
    Demónio e Filhos Lda.
    0987-643-lisboa

    Exmo.: Senhor Director do serviço fluvial Demoníaco
    Venho por este meio informá-lo que a Barca do Inferno encontrasse em péssimas condições.
    No passado dia 15 embarquei nesta suposta barca sem saber o que me esperava.
    Nas logo fiquei desapontada com as condições de segurança.
    A comida era moribunda e os quartos nem se fala

    Grata pela atenção.

    Brísida Vaz

  29. ferreirajoma said

    Carlos: “Há” (Presente do Indicativo do ser haver com significado de existe) que utilizaste em cima não está correcto, uma vez que usaste uma interjeição e como tal devia ter sido “Ah”.😉

  30. ze27 said

    Sr.Rui pastelo (administrador de empresas de transportes fluviais
    Assunto: reclamação das condições da barca do inferno

    -humidade: esta barca não apresenta condições suficientes visto que entra muita humidade, e que apanhei uma constipação que enchi a barca cheia de lenços acabando por tapar a entrada da humidade.

    -alimentação: Esta barca não permite que eu me alimente bem porque quando eu quero comer os ratos aparecem e comem-me a comida toda, e para não falar que e pouco higiénico ter ratos dentro desta barca.

    -vestuário: uma senhora como eu não pode andar vestida a índio com folhas visto que as roupas que trazia rasgaram.

    Por ultimo só falta reclamar com a iluminação que de noite quando a um pouco de vento as belas apagam-se tendo sido apalpada pêlo diabo.

    Grata pela atenção, esperando que melhore as condições da barca.
    Com os melhores comprimentos da alcoviteira.

  31. mariana16 said

    Mariana Castro esquece-se sempre de alguma coisa. Desta vez foi do remetente, destinatário e do Exmo..
    Caso seja possível reparar o meu erro, aqui vai:

    Remetente: Brísida Antónia Vaz
    Lugar de Ir Sentado
    6636-728 Á beira do Diabo

    Destinatário: Transportes Fluviais
    Lugar de Até Que Enfim
    26373-237 Rua da Iscaras, Terra da Salvação

    Dirigido: Faustino Riu

  32. mariana16 said

    Professor, acho que a mim não é preciso perguntar o nome e número devido ao Mariana16.

    Desculpe e compreendo caso não aceite o “resto” do meu trabalho mas não custa nada tentar.
    Obrigada

  33. ferreirajoma said

    Vou tentar.😉

  34. vanessa94 said

    Então professor não disse nada do meu trabalho e do da Márcia, está correcto?
    🙂

  35. ferreirajoma said

    No comentário n.º10 deste post disse que iria fazer observações individuais a todas as cartas de reclamação, a partir de dia 20. Até lá vamos esperando pelos restantes colegas.😉

  36. sara26leal said

    Mas dia 20 é já amanhã e ainda faltam bastantes!!

  37. ferreirajoma said

    Pois faltam!😦 Mas não foi por falta de tempo…

  38. dianacatarina said

    Brísida Fodilhona dos Pecados Vaz
    Travessa das Esquinas , 1ºEsq, nº69
    5673-033 Cabaré

    Dirigido a: Exmo. Ermelindo Chicharro , Administrador dos transportes fluviais

    Assunto: Más condições da Barca do Inferno.

    Venho desta forma o solicitar para a resolução de um problema gravíssimo existente na barca do Inferno.
    Acima de tudo existe um problema cuja resolução é inevitável, a melhoria das condições de higiene, nomeadamente a falta de cabine de duche, papel higiénico á qual tinha de me limpar ás velas do barco, assim como todos os tripulantes. A inexistência de dormitórios, nem zonas de lazer, o que levou ao desespero das minhas meninas pois não tinham o que fazer, já para não falar da utilização das mesmas por parte do frade que nunca pagava.
    E cria também acrescentar um problema ensurdecedor, o excessivo ressonar dos tripulantes, pareciam verdadeiros suínos e o Diabo é um resmungão que ninguém o pode aturar.

    Sem mais qualquer assunto

    Brísida Vaz

    Trabalho elaborado por:
    -Diana Pinto nº7
    -Diana Correia nº8 ;D

  39. sara26leal said

    Meus caros colegas é bom que ponham o mais rápido possível aqui as cartas porqeu amanha acaba o prazo de entrega e o professor disse para eu tomar nota de quem japos a carat aqui no blog!! 🙂

  40. sara26leal said

    * ja pôs

  41. sara26leal said

    ainda só 13 pessoas da turma é que colocaram aqui a carta de reclamação no blog!!

  42. filipasp said

    Brízida Joaquina Antoniette Vaz
    Rua dos Prazeres, nº69
    4575-900 Vila Nova à Coelheira

    Administrador da Empresa de Transportes Fluviais
    Rua dos Mares Infernais, nº53
    5510-100 Vila Velha de Ródão

    Assunto: Condições da Barca do Inferno

    Exmº Sr. Administrador da Empresa de Transportes Fluviais
    Venho por este meio informar V. EXª que no dia 31 de Novembro, embarquei na Braca do Inferno, o que já foi um enorme desacato à minha pessoa, e onde vim a reparar na grande falta de condições em que esta se apresentava.

    Saliento aqui alguns aspectos que devem ser repensados: A dimensão da Barca não se ajusta ao número de pessoas que nela embarcaram tendo eu de ficar num cantinho com as minhas meninas sem me conseguir mexer; A existência de apenas uma cama e estando esta ocupada pelo Diabo que só a desocupava para mim em toca dos serviços de uma das minhas meninas; O mau cheiro causado pela falta de saneamento e de um bom banho por parte do companheiro do Diabo; A intragável comida que serviam; E por fim mas não menos importante, a convivência com ratos e outros roedores.

    Solicito a V.Exª que resolva a situação, uma vez que eu e as minhas meninas nos encontramos bastante desagradadas e incomodadas. Aguardo uma resposta com a maior brevidade possível.

    Agradecendo desde já a atenção, subscrevo-me.
    Com os melhores cumprimentos,
    Brízida Vaz

    Trabalho elaborado por:
    Ana nº2 9ºD
    Filipa nº12 9ºD

  43. martasilva said

    Brísida Belmira dos Campos Vaz
    Rua da Chulosa, nº96
    3333-999 Pampilhosa da Serra

    Ao cuidado do director geral dos Serviços dos Transportes Fluviais
    Rua dos imaculados
    9999-333 Torre da Gadanha

    Pampilhosa da Serra, 29 de Novembro de 2008-11-19

    Exmo Sr. Director geral,
    Venho por este meio dar.lhe conhecimento de que à data de uma semana atrás, entrei eu juntamente com duas das minhas moças na barca que ruma ao Inferno, facto que para já me desagradou extremamente. Esta barca apresenta poucas condições cuidadas, às quais estamos submetidos, tanto eu como todos os infelizes que para cá vieram.
    Assim sendo, vou proceder à enumeração destes tristes acontecimentos que me têm perturbado e constrangido:
    – Ora tendo sido eu uma santa alcoviteira, necessitava, obviamente, de um quarto unicamente utilizado por mim e pelas minhas meninas, para continuar com a minha honrosa profissão. No entanto, o diabo tanto me obrigou a ficar com o seu triste companheiro, como também levou ambas as minhas meninas para seu próprio cuidado;
    – Para além disso, pretendo evidenciar a pouca luminosidade a que estamos subjugados durante a noite, pois sendo eu uma rapariga nova, bem arranjada e que até cheira bem por vezes tenho sido abordada impudicamente por parte do companheiro do diabo, e até pelo mesmo.
    – Pretendo referir um último importante aspecto, que é o intenso mau cheiro que tenho que suportar pois, mesmo estando nós completamente rodeados por mar, os homens que aqui embarcaram não apresentam qualquer desejo de usufruir deste mesmo.
    Solicito-vos que seja dada a devida importância a esta carta porque apresenta factos de devida urgência para serem resolvidos. Assim, espero ansiosamente por uma resposta e, de preferência, também uma solução.

    Grata pela atenção, sou quem sabes
    Brísida Vaz
    Argumento:
    Marta nº17 9ºD

  44. martasilva said

    Espero que Gostem!! 😀

  45. pricunha said

    Aqui vai o trabalho de casa:

    Remetente: Brísida Jusefina Estacionância Albuquerque Vaz
    Rua do Formigal, nº696
    9696-6969

  46. pricunha said

    enganei-me :S

  47. pricunha said

    Aqui vai o trabalho de casa:

    Remetente: Brísida Jusefina Estacionância Albuquerque Vaz
    Rua do Formigal, nº696
    9696-6969, Serra dos Cornudos

    Destinatário: Administrador da Empresa de Transportes Fluviais
    Avenida dos Falhados
    4996-0000, Marés Infernais

    Ex. Sr. Administrador da Empresa de Transportes Fluviais, venho por este meio comunicar que no dia 31 de Novembro dei entrada na Barca do Inferno, contra a minha vontade, por motivos pessoais.
    Achei por bem informá-lo que as condições dessa barca são degradantes e para não falar das companhias.

    Vou salientar algumas irregularidades: As dimensões da barca são excessivamente diminuidas para a quantidade de pessoas ignorantes

  48. pricunha said

    Continuação:

    *que transporta. As retretes não são limpas há muito tempo o que faz com que eu não possa lá entrar. Os quartos estão a cair pois quando me deitei um pouco a rede rasgou-se. Outro grave problema são as refeições! Uma pessoa como eu não pode nem deve comer gorduras excessivas, fazem demasiado mal á minha linha!

    Agradeço desde já a vossa colaboração pois não aguento muito mais.
    Grata pela atenção, Brísida Vaz

    Argumento: Priscila Cunha e Letícia Nogueira

  49. nokasalxino said

    Remetente: Brisida de Samora Mora Vaz
    Rua das Oliveiras, nº 99999
    9876-5432 , Nariz de cima.

    Destinatario: Administrador da empresa de transportes fluviais.
    Avenida Boquilobo
    2345-6789, Boca de baixo

    Ex. Senhor Administrador,
    Venho por este meio informa-lo que no dia 30 de Fevereiro entrei para a barca que segundo aquele senhor com cornos dizia, que seguia para o inferno.
    Não gostei nada de viajar naquela barca devido às más condições que suportava.
    Passo a citar algumas delas:
    – A falta de espaço, não por eu ser gorda mas ia demasiado cheia;
    – As refeições não tinham aspecto de refeições, só se fossem para cães, e serviço da sua entrega era péssimo, pois não existia…
    – Os quartos, se é que se pode chamar quartos àquilo, eram cubículos minúsculos,as camas eram demasiado pequenas, fique você sabendo que apanhei uma constipação por ter que dormir com os pés de fora.
    – As casas de banho era um penico, ao ar livre onde toda a gente conseguia ver o que estava a fazer já para não falar nas condições de higiene que eram péssimas porque se tinha que deitar as necessidades ao rio e não havia papel higiénico.

    Espero que perante isto tome algumas medidas se não estamos mal,
    Grata pela atenção, Brísida Vaz

    Alcino nº1

  50. andreiafil said

    Stôr estou com problemas😦
    Se forem comentários normais , não muito grandes , isto enviam normalmente !
    Mas como é uma bocado maior , por ser a Carta de Reclamação dá-me erro :S
    Já no outro dia me deu , mas pensei que fosse só uam problema da Internet ou assim , mas continua sem dar…
    Não sei o que fazer !
    Sugestões ?!

  51. sara26leal said

    Apresentas a tua carta na aula Andreia e dizes que estavas com problemas🙂

  52. andreiafil said

    Pois , só se for , poruqe não estou a ver outra forma !😦

  53. ferreirajoma said

    Andreia: Experimenta enviar o teu comentário/carta por partes, do género do que fez a Priscila em cima.😉

    Muito bem, Sara, a desempenhar o papel como deve ser.😉

  54. andreiafil said

    *porque

  55. andreiafil said

    Vou regidir a carta em Word [porque sem querer eliminei o documento] e tentar passá-la para aqui aos bocados !
    Se não conseguir , vou levar imprimido para a aula… pode ser ?

  56. sara26leal said

    20 alunos já colocaram aqui a carta no blog (a contar com a andreia que de momento deve estar a escrever a carta para colocá-la aqui)🙂

  57. andreiafil said

    Muito bem , vou tentar mandar isto por partes:

    1ºParte:

    Remetente: Brízida Cunha de Vaz
    Avenida Infernal Residência nº483
    8552 – 666 , Inferno

    Destinatário: Encarregado da Empresa de Transportes Fluviais
    Avenida Malmequer
    9669 – 144 , Braga de Cima

  58. andreiafil said

    2º Parte:

    Exmo Senhor Encarregado da Empresa de Transportes Fluviais:
    Venho por este meio informá-lo que no passado dia 1 de Novembro viajei numa das barcas que a sua empresa dispõem e não gostei nada dos seus serviços. A verdade é que recuso – me a lá andar outra vez ! Ainda bem que é uma viagem de ida sem volta ! Vou passar a citar alguns dos problemas:
    – Encontrava-se muita gente para uma barca em tal estado. O mais assustador é que o chão rangia e mal nos mexíamos com medo de cair. Nunca pensei que houvesse tanta gente pecadora neste Mundo.
    -As condições de higiene eram péssimas. Não havia uma única casa-de-banho e como sabe é uma indecência as mulheres fazerem a sua higiene acompanhada de homens (não que eu não me importasse mas havia quem não se sentisse à vontade).
    -Não havia uma única cama, cadeira ou qual quer outro tipo de objecto onde pudéssemos descansar uma pouco. Passamos a viagem toda de pé e como já mencionei em cima sempre com medo de pudermos cair.
    -A pior parte foi mesmo as refeições! A viagem foi muito longa, aproximadamente 6 horas (nunca pensei que o Inferno fosse tão longe), e serviram-nos uma única refeição e, é se pode chamar aquilo refeição!

  59. andreiafil said

    3º Parte:

    Fiquei muito insatisfeita com os serviços prestados, espero após esta carta que as coisas melhorem!
    Grata pela atenção,
    Brízida Vaz

    07/11/2008

    Trabalho realizado por:
    -Andreia Nº3

  60. andreiafil said

    Finalmente consegui !😉
    Após hárduo trabalho !
    LOL

    Espero que gostem😉

  61. sara26leal said

    Bem agora sim estão aqui 20 alunos

  62. sara26leal said

    Acho que mais ninguém (dos que ainda não colocaram a carta no blog) vai colocar aqui a carta.

    só se for na Biblioteca da Escola, ou então na aula.

    Fiquem bem🙂

  63. cou94 said

    De:Bresília Vaz
    Para:Administrador da empresa de tran portes fluviais
    Sr. Administrador venho por este lhe comunicar qua a barca do diabo não tem condições de higine pois naõ tem casa de banho. Naõ tem serviços de quarto, não tem qualquer fundamento de barca.
    Tem problemas incalculávis. Espero que todos os problemas sejam resolvidos ou espero que nos arranje um lugar na barca do anjo, a mim e as minhas meninas.
    Grata pela sua atenção, que não se torne a repetir.

    Bruno couto n4 (cou94)

  64. sara26leal said

    Bem já são 21 professor!

  65. xerjiu12 said

    Brísida Joaquina Andreoleta Vaz

    Rua de Moçambique,5ºdireito, nº75

    4527-236 Roque

    Dirigido a: Exmo. Pereira Gomes, Administrador dos transportes fluviais

    Assunto: Más condições da Barca do Inferno.

    Eu Brísida Vaz venho por este meio informar que as condições da Barca do Inferno não tem condições de transporte.
    No outro fim de semana embarquei nessa barca e entrava agua, a comida estava fora de validade, a agua era imprópria para consumo e.t.c
    Com esta carta pretendo que o excelentíssimo senhor tente mudar as condições desta barca.

    Com os maiores comprimentos.

    Brísida Vaz

    Trabalho elaborado por:
    – Sérgio Rocha nº 27

  66. leticia15 said

    Tas de Parabéns Elsa está gira a tua alcoviteira. LoOl😀

  67. sara26leal said

    Oh Couto tens bastantes erros, como:

    Bresília–Brísida
    Tran portes–transportes
    qua a–que a
    higine–higiene
    naõ–não
    incalculávis–incalculáveis

    E nas cartas de reclamação temos de evitar ameaças.Não sei se foi o que te quiseste referir, mas pareceu-me uma ameaça na penúltima frase do comentário. 😉

  68. sara26leal said

    Agora que a data limite já terminou posso dizer que 22 alunos fizeram a carta de reclamação dda Alcoviteira!! acho que já é um pouco bom!! embora pudesse e era suposto ser 28!🙂

  69. ferreirajoma said

    Bom trabalho, Sara.🙂

    Durante este fim-de-semana, irei então colocar aqui as observações às cartas de reclamação.

    Amanhã colocarei também uma nova tarefa sobre a cena do Judeu.

    Fiquem atentos.😉

  70. sara26leal said

    ok professor, ficaremos atentos!🙂 bom fim de semana pessoal!

  71. José Ferreira said

    Olá!
    Aqui vão as observações às cartas de reclamação:

    N.º16, Mariana
    Carta bem estruturada e argumentação convincente.
    Atenção à saudação “boa tarde”. Sugeria uma breve introdução: por que motivo está a Alcoviteira naquela barca?

    N.º 15, Márcia e N.º 28, Vanessa
    No geral, o objectivo foi conseguido.
    Faltou indicar o destinatário antes do assunto e uma pequena introdução.
    Revejam: “encontra-se” e “encontrasse” e “cumprimentos” e “comprimentos”. Estarão bem empregues?

    N.º10, Eva
    Originalidade na morada do remetente.
    Faltou pequena introdução – por que razão se encontra na barca Brísida Vaz?
    Em vez de “Dirigido a” talvez “Exmo. Senhor”; “Venho” e não “veio”; atenção à ortografia: “começando”, “enformo”, “calóricos”.
    O pedido de reparação ou compensação devia ser mais incisivo e objectivo, em vez de um mero “acho melhor…”.

    N.º 18, Mónica
    No geral, bem conseguida.
    Confusão entre “à” e “há”. Atenção a alguma pontuação.
    O destinatário deve vir antes do assunto.

    N.º22, Rui Daniel
    Carta bem conseguida. Espero que no teste a expressão escrita continue assim.
    Não te esqueceste da data.🙂

    N.º26, Sara
    Sem grandes observações, conseguiste ir de encontro ao pedido e elaborar uma carta bem estruturada.

    N.º21, Rita
    Na introdução: boa abordagem ao contexto do ABI e às personagens já estudadas.
    Pedido de reparação ou compensação um pouco vago, devias ter sido mais objectiva.
    “comprimentos” ?! ou “cumprimentos” ?
    Um ou outro reparo na formalidade, que devia ter, apesar de se perceber que se pretende obter o humor.

    N.º6, Carlos Santos
    Remetente: “Sócrates”?!
    Revê as diferenças entre “encontra-se” e “encontrasse”.
    Podias ter desenvolvido mais a exposição do assunto, ou seja, não dizer apenas que a barca se encontra em “péssimas condições”, a “comida era moribunda e os quartos nem se fala”, mas concretizar, dando exemplos destas situações.
    Não referes o pedido de reparação ou compensação que faz parte da estrutura deste tipo de cartas.

    N.º13, José Miguel
    Faltou uma breve introdução para enquadrar a carta e referir o seu objectivo.
    Atenção à construção de frases, pontuação (que, como está, pode provocar, em algumas situações, sentidos diferentes dos que queres dizer – Exemplo: “…quando eu quero comer os ratos…”
    Revê “à” e “há”.

    N.º7, Diana Pinto, e N.º8, Diana Correia
    No geral, carta bem conseguida.
    Atenção à linguagem no remetente.
    Revejam as diferenças entre “cria” e “queria”.
    Corrijam “á” e “ás” por “à” e “às”.

    N.º 2, Ana, e N.º 12, Filipa
    Boa exposição e fundamentação da queixa.
    Atenção a alguma pontuação.

    N.º17, Marta
    Muito boa exposição. Carta muito bem escrita, com vocabulário e linguagem bem apropriados a este tipo de texto. Não faltou o humor, mas esqueceste-te do “Assunto”.

    N. º 14, Letícia, e N.º 20, Priscila
    Objectivo alcançado, embora pudessem ter concretizado mais o pedido de reparação ou compensação.
    Atenção a “á” em vez de “à”.

    N.º1, Alcino
    Carta bem estruturada.
    Atenção a alguma acentuação e pontuação – revê a frase iniciada por “Venho por este meio…”
    Corrige: “informá-lo”
    Devias ter sido mais claro e objectivo no pedido de reparação.

    N.º 3, Andreia
    Carta bem conseguida, bom desenvolvimento.
    Atenção à ortografia: “pudermos”, “hárduo”.
    Faltou mais precisão e claridade no pedido de reparação.

    N.º4, Bruno Couto
    Atenção à ortografia. Revê o comentário anterior da Sara neste post.🙂
    Carta pouco desenvolvida; algumas gralhas na acentuação; sem assinatura no final.

    N.º27, Sérgio
    Carta muito pouco desenvolvida, a despachar, de certeza que serás capaz de fazer melhor.
    Atenção “cumprimentos” e não “comprimentos”. Revê as diferenças entre estas duas palavras.

    Em suma:
    Há cartas muito boas, que vão de encontro ao pedido, notando-se a atenção que tiveram em rever a estrutura da carta de reclamação disponibilizada em powerpoint neste post. Há outras que nem por isso.
    Subsiste, em boa parte da turma, algumas falhas na pontuação, ortografia e acentuação. Desejo e faço votos para que o blog vá contribuindo para minorar estas dificuldades. Penso que ele ficaria todo contente se esse objectivo fosse atingido.🙂

    Não fizeram este trabalho os alunos n.ºs 5,11,19,23 e 24. A Sandra não conseguiu colocar aqui o trabalho embora mo tivesse mostrado no caderno.

  72. ruidaniel said

    Professor

    O meu problema nos testes é o tempo. Preciso de tempo para pensar e escrever. Tenho que treinar mais.🙂

  73. marciazc said

    olá
    Gostei muito do teu desenho Diana Patricia, está muito colorido e bem desenhado🙂

    Fiquem bem!!

  74. marciazc said

    Professor a carta de reclamação sai para o teste?

  75. José Ferreira said

    Tudo o que vimos desde o início do ano sai para o teste. Espero que não haja reclamações.🙂

  76. Eva said

    o que?……

    As cenas que demos antes do 1ºteste também saiem?
    Oh professor, é muita coisa!!!………😦

  77. José Ferreira said

    “saem”😉

  78. Eva said

    Eu pôs o “i” sem querer!!!!!😉

  79. José Ferreira said

    “Eu pus”😉

  80. Eva said

    Que nervos!!!!😉

  81. Eva said

    Ok, professor, para a próxima tento fazer uma carta de reclamação melhor!!😉

    Ah, só agradeço aquela parte da originalidade!!!😉

  82. Eva said

    Ahhhh, mais uma coisinha, o objectivo era por “venho”, mas devo ter-me enganado!!!!!!!😀

  83. filipasp said

    Diana Patrícia, o teu desenho da alcoviteira e respectivas moças está muito bonito!😀

  84. filipasp said

    Ah, e para a próxima vou tentar fazer uma carta de reclamação melhor juntamente com a Ana.😉

  85. ritakau said

    Professor. obrigado pelos seus reparos.
    Para a próxima irá ser melhor.
    😀

    Em relação ao “cumprimento”, “comprimento”, sempre foi um grave problma meu.😦

  86. Catarina Gomes said

    Há comprimentos e larguras… e também há cumprimentos de cumprir o dever de gentileza em saudar, ou cumprimentar, alguém.
    Pode não ser a explicação mais correcta mas é capaz de ajudar a memória na altura de decidir entre cumprimentos e comprimentos😉

  87. mariana16 said

    Hehe! Nunca pensei vir a ter a carta bem estruturada e com uma boa argumentação mas, não percebi porque pediu atenção à saudação “boa tarde” e porque sugere uma breve introdução sobre porque motivo está a Alcoviteira naquela barca. É uma carta de reclamação, acho que não é preciso saber porque a pessoa vai lá dentro.
    Podia-me explicar isto, se faz favor?

  88. José Ferreira said

    Mariana,
    a saudação “boa tarde” usa-se na linguagem oral, se porventura Brísida Vaz se encontrasse pessoalmente com o Administrador. Numa carta formal, esta utilização não faz sentido, estaria mais correcto um “Exmo. Senhor”.
    Quanto à introdução, como qualquer documento formal, no caso uma carta de reclamação, deve haver a contextualização da mesma, ou seja, o destinatário deve ser minimamente informado sobre aquilo que levou o remetente a estar numa situação em que se ache no direito de apresentar uma queixa. A carta ficaria apenas mais completa. Há colegas teus que o fizeram, ora vê/lê.😉

  89. Sandra25 said

    DE:Brísida Vaz
    PARA:Exmo:sr.presidente dos transportes maritimos para o inferno
    Eu, Brísida Vaz, muito honreda e bela senhora venho por este meio relamar a falta de condiçôes que possui a barca que m foi destinada.
    Esta barca, que me foi destinada e~´a qual me recusei entar uma vez que sou mulher honesta e cheia de moral , nao revela condições para receber tão grandiosa donsela.devo dizer, que está repleta de avarentos, gananciosos, tiranos, escomungados.
    Além disso é uma bsrca demasiado pobre em condições:-sem casa de banho,sem suite,sem salão para conviver decentemente com os demais senhores.
    Espero com brevidade que a minha situaçao seja malhorada para que a viagem seja mais prazerada.

    Sem mais de momento despede-ase esta muito honrada senhora:
    Brísada Vaz.

  90. mariana16 said

    Obrigada professor. Já fiquei esclarecida.

  91. elsapinto said

    Professor depois diga que comentou a minha carta, afinal tinha razão😦

  92. pricunha said

    Remetente:Brísida Cornélia dos Santos Almeida Vaz
    Rua das Cinzas Carbonizadas nº5
    666-6996, Avenida das Cavalas

    Destinatário:Administrador dos Transportes Fluviais
    Avenida Dos Infernos Infernais
    1234-567,Águas Infernais

    Exmo Administrador dos Transportes Fluviais, venho por este meio comunicar-lhe que estou muito insatisfeita com as condições da Barca em que eu dei entrada na semana passada.
    Em primeiro lugar gostaria de lhe dizer que que as pesoas que lá se encontravam não tinham nenhuma classe, nem a mínima dignidade para se encontrarem na mesma Barca que a minha pessoa. As condições da Barca eram degradantes, como por exemplo não tinham uma casa de banho decente, não tinha um quarto para cada pessoa e por causa disso tive que dormir à beira do Onzeneiro, que enquanto dorme só diz a palavra dinheiro. A comida é simlesmente horrível,cheia de banha de porco e uma pessoa com a minha profissão tem que manter a linha.
    Gostaria muito que arranja-se todos estes problemas o mais rápido possível.

    Grata pela atenção, Brísida Vaz

    Argumento: Bruno Esteves Nº5 9ºD🙂

  93. pricunha said

    Parabéns Diana Patrícia o teu desenho merece um Oscar =D

  94. vanessa94 said

    Diana o teu desenho está muito giro, mas também ambas sabemos que tiveste um pouco de ajuda!
    Ups, não era para dizer…😀

  95. EvaSousa said

    Ai, Vanessa não guardas-te o segredo!!!!😛

  96. sara26leal said

    A Vanessa descaiu-se!

    Tristeza!Isso supostamente não era para contar!
    🙂

  97. Magali said

    Ola!
    Osque Elsa fez estão bons mas poderiam estar melhores !
    é so presiso mais um pouco de esforço!

  98. Magali said

    Desculpa Elsa, mas estáste a armar bué com essa mania que que fizeste um desenho todo bom e essa coisa toda. Estás convencida que eu não faço melhor só pode.

  99. aluna do 9 said

    Parabens,e obrigada pelo vosso blog.pode tirrar muitas duvidas😉

  100. marisa said

    adorei a pexa de teatru k vi em aveiro !

    tiveram um optimu trabalhu!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: